Como e por que ser uma mulher canalha

Desde que o mundo é mundo, homens são canalhas. Homens são treinados, doutrinados e cobrados para que sejam sempre canalhas.

Nós, mulheres, as maiores vítimas dessa canalhice masculina quando esposas, namoradas e afins, cobramos deles que não sejam canalhas conosco. Porém, quando mães, muitas vezes sem ao menos termos a mínima consciência do que estamos fazendo, ratificamos as idéias sociais incutidas em nossas mentes ao longo dos anos e acabamos por reforçar, endossar e acatar a canalhice dos nossos filhos homens, prejudicando as outras mulheres que virão a ser as esposas, namoradas e afins deles.

Veio a tal da revolução e liberação sexual, a queima de sutiãs em praça pública, o divórcio, mas continuamos permitindo que eles esperem de nós uma personalidade de “Amélia”, de “Mulheres de Atenas”, de heroínas dispostas a tudo pelo homem amado. Por quê???

Acumulamos funções e responsabilidades. Cuidamos do trabalho na empresa, da casa, dos filhos, do marido, dos pais idosos, dos animais de estimação, das plantas do nosso jardim e… quem cuida de nós??? Nossos maridos??? NÃO!!!

Nossos maridos são capazes de cuidar muito bem é de alguma vagabunda que eles descolem no bar, no escritório, na academia, no trânsito e que fazem deles gato e sapato, mas não de nós, as mulheres corretas que eles já conquistaram, já passaram pro nome deles e não precisam mais se preocupar em agradar, paparicar e cuidar.

Gostaria de entender porque motivo, em pleno século XXI, a grandessíssima maioria das mulheres ainda pensa e/ou sente que tem a obrigação de “segurar a onda” de tudo, de “aceitar” tudo, de “perdoar” tudo em nome da família e, principalmente, de anularmos nossos gostos, vontades e pensamentos em função do egoísmo e do egocentrismo masculino.

Vocês sabem quem, efetivamente, pode cuidar bem de nós? NOSSOS AMANTES! Sim, minhas queridas, nossos amantes! Aqueles homens que podem até pensar que estão nos usando, mas que na verdade estão sendo usados por nós. Aqueles que não cobram de nós nada além de estarmos bonitas, cheirosas e à disposição deles no dia, hora e local combinado. Aqueles que só nos trazem a parte boa de um relacionamento a dois, ou seja, o sexo, o tesão, os elogios, a alta auto-estima e não nos cobram que sejamos perfeitas, uma vez que estamos vivendo uma aventura ousada e arriscada, onde enganamos outro homem e eles têm plena consciência disso. Mas não se iludam em levar esse amante prá casa prá se tornar o “seu” homem, pois ele se transformará no marido, e você voltará à estaca zero…

Esses dias me atrasei mais do que o esperado para voltar de um encontro com um de meus amantes. Quando cheguei em casa, meu marido estava furioso porque eu não havia servido o jantar das crianças na hora certa (sendo que ELE estava em casa há horas por ter saído mais cedo do trabalho e poderia muito bem ter feito isso, já que o jantar estava prontinho na geladeira) e veio gritando, cobrando e reclamando.

Nessa hora eu pensei comigo mesma: É POR ISSO QUE É CORNO! PORQUE MERECE SER CORNO! Quando eu ainda era uma esposa fiel, aturava o mesmo tipo de atitude se eu me atrasasse da lavanderia, super-mercado, médico, colégio das crianças, dentista, etc., ou seja, dando motivo ou não, a reação deles quando não estamos cumprindo o papel que eles esperam no momento que eles esperam é sempre nos acusar.

Neste dia, eu havia passado uma tarde maravilhosamente romântica e ‘orgástica’ com um homem que eu paquerava há anos e agradeci aos céus quando o corno saiu porta afora, esbravejando, achando que eu agregaria a culpa por ele estar saindo sozinho prá rua na hora do jantar, achando que eu pensaria que eu falhei… porém é claro que eu já abri meus olhos e não penso mais assim, o que eu realmente pensei foi que assim eu teria tempo de verificar se havia sobrado alguma marca daquela tarde espetacular em meu corpo, e teria tempo para encobrí-la.

Ao contrário de quando eu era uma jovem esposa inexperiente, aprendi a não me importar com suas colocações e argumentações (naquela época eu chorava muito…), e muito menos a me importar quando ele sai sozinho. Pelo contrário, hoje em dia fico feliz da minha vida quando ele vai um pouco prá rua (seja prá onde for, com quem for…) e me dá um pouco de sossego. É ótimo ficar sozinha em casa com meus filhos, meus animais e minhas plantas, sem ninguém para “encher o saco”.

Aí vocês me perguntam: Se a relação está desgastada assim, por que não se separar e ficar livre para um novo relacionamento que possa vir a ser muito melhor?

E eu lhes respondo com toda segurança: porque não resolve, não adianta. A não ser que eu estivesse disposta a me tornar uma monja ou freira e a viver enclausurada em um monastério nas montanhas do Tibet ou em um convento hipócrita castrador, em total abstinência sexual. E do jeito que eu gosto de sexo, minhas amigas, não estou disposta meeeesmo.

Quando estamos insatisfeitas nos sentimos corajosas e auto-suficientes para pedirmos o divórcio. Passado algum tempo, começamos a nos sentir sozinhas, carentes e daí então buscamos um novo parceiro para nossas vidas, de preferência que seja o oposto de todos os outros com quem já vivemos uma história que não funcionou bem antes. Acontece que, no jogo da sedução, eles nos fazem crer que são diferentes, que dessa vez sim encontramos o grande amor de nossas vidas, que agora sim teremos o relacionamento e o homem que merecemos, eles nos enganam. Como tudo o que é bom dura pouco, quando menos esperamos, nos damos conta de que estamos mais uma vez, encoleiradas, escravizadas, controladas, monitoradas e eles se tornam, praticamente, um clone dos nossos ex.

Então, para que trocar? Melhor ficarmos com este corno com quem já estamos acostumadas, com quem já fizemos filhos, com quem já cuidamos dos animais de estimação, com quem já temos dívidas e patrimônio, o que dá muito menos trabalho, muito menos gasto, muito menos desgaste emocional e muito menos traumas para todos, afinal, darmos fim em um lar para começarmos um novo é extremamente desgastante para todas as pessoas envolvidas.

A chave é: agirmos com eles da mesma maneira que eles SEMPRE agiram com a gente!

A grande diferença é: sempre que uma mulher se dedica a fazer algo que um homem já faz, ela faz melhor!

O que os olhos não vêem, o coração não sente. O que não se pode é deixar rastros… É apenas uma questão de mudar a ótica que temos pré-programada em nós. Seja canalha com os homens antes que eles sejam com você!

Agora vamos mudar um pouco o foco para a situação das mulheres solteiras. Quantas de vocês já não passaram por uma das duas situações a seguir:

1ª – Você está de olho em um carinha da turma que, aparentemente, também está interessado em você. Em função disso, você ignora toda e qualquer possibilidade de todo e qualquer envolvimento (seja esporádico e superficial, seja com intenção de compromisso) com qualquer outro cara do mesmo círculo social, ou mesmo evita aparecer acompanhada de alguém nos ambientes em que se encontram, para não “queimar o filme”. Aí você fica esperando, esperando, esperando… e quando percebe, ele já está desfilando com outra (ou até mesmo outras) sem nem ao menos ter “chegado” em você, e você se dá conta que perdeu várias oportunidades por alguém que não valia a pena, pois não deu em n-a-d-a, pois ele não intencionava nada.

2ª – Você está “enrolada” com um “amigo”, gosta dele e espera que essa história dê em namoro. Então você investe, age como ele gosta, fala como ele gosta, vai aos lugares que ele gosta e quer estar acompanhado, se dedica 100% a esse cara. O tempo vai passando e você continua esperando que ele te “assuma” e isso não acontece. Aí você se dá conta de que está sendo enrolada literalmente, de que ele não pretende nada com essa situação a não ser ter você na mão dele, na cama dele e à disposição exclusiva dele. Você o vê dando em cima de outras mulheres, sabe que ele apareceu “por aí” com outras mulheres e se fala alguma coisa, está completamente sem razão porque ele não te prometeu nada. Só que você ainda gosta dele e acha que, se fizer o mesmo que ele tem feito, ele sentirá ciúmes e tomará uma atitude. Sabe que atitude ele toma, né? Te dispensa! Te dispensa porque mulher desse tipo, que sai com ele e dá assunto prá outro homem, não serve prá ele.

Eu defino essas duas situações acima citadas como situações de “banho-maria”. O que é isso? Ele não te quer de verdade, mas quer você prá quebrar o galho se ele “precisar”. O que nós costumamos fazer diante disso? Sofrer, sentir arrependimento, deixar que nossa auto-estima vá parar no dedinho do pé, achar que o problema é com você, já que outra mulher ele assume.

E é aí que a gente erra, mulherada! O problema não é com a gente, o problema é com eles! Às vezes eu tenho a impressão que basta nascer com aqueles “acessórios extras” pendurados entre as pernas para nascer com defeito de fabricação.

Então qual é a conclusão disso tudo? Nos focarmos justamente no “acessório extra”, já que eles também só conseguem focar nesse nosso “lado”. Prá que ter um homem ao teu lado? Prá te dar segurança, te fazer companhia? NÃO! Você só precisa de homem prá uma coisa: prá te comer, minha amiga! Pro resto você tem as amigas e a família. O grande desafio da mulher moderna é este: se divertir, se defender e fazer tudo muito bem feito!

Os homens estão aí prá isso, para nos servir, para nos satisfazer e nada mais. Só que se eles se dão conta desse nosso pensamento, a vaca vai pro brejo! Logo, você tem que aprender a fazer com que eles acreditem que você é a mulher que eles esperam que você seja, mas sem deixar de ser a mulher que você realmente é “atrás da cortina”, sem deixar de fazer nada que te faça bem, que te faça feliz, que te alivie as tensões e, principalmente, que te faça acreditar em você mesma e te faça sempre gozar muito!

Um Comentário (+adicionar seu?)

  1. Miih charmosa
    dez 21, 2012 @ 13:46:57

    Agora entendiie o pq de ser uma mulher canalha, e pq os homens sao tao canalhas, e pq agente deiixa q isso aconteca, deixamos q eles brinquem com nossos sentimentos. Somos a diferença em td, estou aprendendo muiito com vc, e qr mim tornar uma mulher canalha assim com vc hahaha, bjuu

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: